ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE USABILIDADE E O COMPORTAMENTO DO USUÁRIO NAS REDES SOCIAIS: : UMA REFLEXÃO PARALELA NO CONTEXTO EDUCACIONAL

  • Thaynan Escarião Da Nóbrega
  • José Klidenberg De Oliveira Júnior
  • Andresa Costa Pereira
  • Marco Antônio Dias Da Silva

Resumo

Entende-se que a qualidade do conteúdo e a facilidade de uso do site podem afetar o comportamento dos usuários, sendo a usabilidade representada pela facilidade com que um usuário utiliza uma nova ferramenta. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre a usabilidade e o comportamento do usuário nas redes sociais Facebook e Twitter, refletindo a possibilidade de aumento na usabilidade de sites com conteúdo educacional atrelado a utilização das redes sociais como veículo de divulgação destes. As páginas dos cinco principais provedores de notícias do Brasil foram avaliadas durante um ano e tiveram sua usabilidade testada, uma vez por mês, por três pesquisadores distintos. A cada mês, em horários predeterminados, foi realizada a avaliação das atividades de comportamento dos usuários de cada um dos provedores de notícia nas redes sociais. Observou-se que as notícias postadas pelos provedores donos das páginas com maior usabilidade eram os que possuíam maiores médias de participação dos usuários nas redes sociais. Conclui-se, dentro dos limites desse estudo, que pode haver relação entre o grau de usabilidade do site de notícias e o perfil de participação do usuário de redes sociais. Desta forma, acredita-se que os professores devam estar atentos não só a usabilidade dos seus sites, bem como abertos a possibilidade de utilização das redes sociais como mecanismo de divulgação e melhora na dinâmica ensino-aprendizagem.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
ESCARIÃO DA NÓBREGA, Thaynan et al. ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE USABILIDADE E O COMPORTAMENTO DO USUÁRIO NAS REDES SOCIAIS. CIET:EnPED, [S.l.], maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/238>. Acesso em: 30 mar. 2020.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Pesquisa e produção de conhecimento