ENSINO HÍBRIDO (BLENDED LEARNING) POTENCIAL E DESAFIOS NO ENSINO SUPERIOR: :

  • Sandra Maria Leandro
  • Elisete Marcia Corrêa

Resumo

A sociedade atual é constantemente desafiada pela necessidade de mudar o papel do professor e formar alunos críticos e não mero reprodutores de termos e conceitos. É nesse contexto que se encontra o ensino híbrido (blended learning), um modelo educacional que combina de modo articulado os métodos de ensino e de aprendizagem presencial e a distância mediados pelas tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs). O objetivo do artigo é discutir os potenciais e os desafios que impactam no uso do ensino híbrido no ensino superior. Para isso, buscaram-se artigos científicos publicados entre 2012 e 2017 que fossem completos e que tivessem procedimentos de coleta de dados de pesquisa. Os resultados apontam que o ensino híbrido proporciona aos alunos aprendizagens mais dinâmicas e fascinantes. Como desafios, encontram-se a exigência de uma postura proativa do corpo discente, a necessidade de uma formação docente que o qualifique para o uso dos elementos pedagógicos e tecnológicos básicos da modalidade a distância, a necessidade de mudança na atuação pedagógica dos processos de ensino e de aprendizagem e a escassez de documentos regulamentadores que trazem informações sobre a efetiva implantação do ensino híbrido nas IES.

Publicado
2018-06-07
Como Citar
MARIA LEANDRO, Sandra; MARCIA CORRÊA, Elisete. ENSINO HÍBRIDO (BLENDED LEARNING) POTENCIAL E DESAFIOS NO ENSINO SUPERIOR. CIET:EnPED, [S.l.], jun. 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/24>. Acesso em: 22 nov. 2019.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Aprendizagem e construção do conhecimento