ANÁLISES BIBLIOMÉTRICAS SOBRE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E TRABALHO DOCENTE: : PRIMEIROS OLHARES

  • André Corrêa
  • Braian Veloso
  • Daniel Mill

Resumo

Este texto apresenta o primeiro resultado das análises feitas em uma base de dados bibliométricos desenvolvida pelo Grupo Horizonte da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Essa base foi constituída a partir de dados de teses defendidas em programas de pós-graduação em Educação de todo o Brasil, no período de 1996 a 2006, considerando os programas com notas 5, 6 e 7 na avaliação Capes. Assim, o objetivo precípuo desta investigação foi analisar a estrutura de capital científico da produção em Educação num período determinado de tempo que tenha como temática Trabalho Docente e Educação a Distância (EaD). Por meio da investigação, verificamos que a produção científica enfocada no trabalho docente representa uma pequena parcela da quantidade de teses sobre EaD defendidas entre 1996 e 2006. Analisando as referências bibliográficas de 9 teses que versam especificamente sobre o trabalho docente na EaD, identificamos, ainda, que, dentre o arcabouço teórico, encontram-se autores de cunho marxista/marxiano. Acreditamos que o uso do método materialista histórico tem contribuído para que essas pesquisas se situem na periferia da produção científica sobre a EaD, haja vista o declínio desse método a partir do final do século XX. Declínio este que se relaciona com a chegada da pós-modernidade.

Publicado
2018-05-22
Como Citar
CORRÊA, André; VELOSO, Braian; MILL, Daniel. ANÁLISES BIBLIOMÉTRICAS SOBRE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E TRABALHO DOCENTE. CIET:EnPED, [S.l.], maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/313>. Acesso em: 28 mar. 2020.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Pesquisa e produção de conhecimento