LETRAMENTO DIGITAL E FORMAÇÃO DOCENTE

  • Gislene De Freitas
  • Marlene Barbosa De Freitas Reis

Resumo

Este trabalho faz parte de uma de pesquisa em andamento, portanto com resultados parciais, que busca discutir o letramento digital na formação inicial do Pedagogo com vistas ao uso e integração das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) em sua prática pedagógica. A crescente evolução das tecnologias digitais e sua presença ubíqua na sociedade tem provocado mudanças na educação. Esse fato tem exigido um novo fazer pedagógico, fazendo necessário, portanto, repensar a formação inicial do professor.  Desse modo, os processos formativos do curso de Pedagogia não podem se esquivar dessa evolução tecnológica. A metodologia utilizada para a realização desta pesquisa foi a revisão bibliográfica. Para isso, buscamos os conceitos e apontamentos de autores como: Buzato (2006), Freitas (2010), Coscarelli (2014), Xavier (2002), Soares (2002), Almeida e Prado (2008), Pischetola (2012; 2016), entre outros. Os estudos apontam o letramento digital como um saber/conhecimento necessário durante a formação inicial do Pedagogo e que o desenvolvimento do mesmo contribui para a incorporação das TDIC em sua prática pedagógica futura por meio de uma proposta que vá além do uso meramente instrumental dessas tecnologias digitais.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
DE FREITAS, Gislene; BARBOSA DE FREITAS REIS, Marlene. LETRAMENTO DIGITAL E FORMAÇÃO DOCENTE. CIET:EnPED, São Carlos, maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/355>. Acesso em: 25 jul. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Docência e mediação pedagógica