FORMAÇÃO DISCENTE E AS METODOLOGIAS ATIVAS: O CASO DE UMA INSTUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: :

  • Priscila Costa Santos
  • Maria Elizabeth Bianconcini Trindade M Pinto de Almeida Pontifícia Católica de São Paulo (PUC-SP)

Resumo

O presente estudo tem por objetivo discutir a apropriação das Metodologias Ativas realizadas em curso de Pedagogia de uma Instituição de Ensino Superior, em destaque para a organização curricular, para as práticas pedagógicas e uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC). O estudo de cunho qualitativo analisou: 1) informações presentes no site da Instituição de Ensino Superior, 2) o documento Modelo Educacional e 3) a entrevista concedida pela Coordenadora Pedagógica do curso. Os resultados analisados a partir de referenciais teóricos da Educação (SANTOS; ALMEIDA, 2017; VALENTE, ALMEIDA, GERALDINI, 2017; MANZUR, 2015; MORÁN, 2015) apontaram para a realização de três tipos de Metodologias Ativas: Ensino Híbrido, Project Based Learning e Sala de Aula Invertida.

Publicado
2018-05-15
Como Citar
COSTA SANTOS, Priscila; BIANCONCINI TRINDADE M PINTO DE ALMEIDA, Maria Elizabeth. FORMAÇÃO DISCENTE E AS METODOLOGIAS ATIVAS: O CASO DE UMA INSTUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR. CIET:EnPED, [S.l.], maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/39>. Acesso em: 22 nov. 2019.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Aprendizagem e construção do conhecimento