DESAFIOS PARA O TRABALHO INTERATIVO NA ORIENTAÇÃO DE TCC NA EAD

Resumo

Na etapa final de um curso de especialização a distância, os alunos precisam produzir um TCC. Para essa etapa, o orientando busca parceria e bom relacionamento com o seu orientador, para adquirir segurança e autonomia para a escrita acadêmica. Considerando que o bom relacionamento entre orientador e orientando é fundamental foi realizada uma pesquisa documental, onde foram analisados 12 editais públicos para seleção de orientadores de TCC, seguida de uma pesquisa bibliográfica com a análise de 25 trabalhos, que possuíam como foco a afetividade ou trabalho interativo na orientação. Buscou-se nessas fontes, evidenciar as características do orientador e os principais desafios da orientação de TCC, que se aliassem à perspectiva do trabalho interativo. A agilidade, parceria, apoio, bom relacionamento, clareza, disponibilidade por parte do orientador foram as características mais apontadas como fundamentais à constituição do trabalho interativo.  Por outro lado, os orientadores se ressentem da pouca autonomia, das dificuldades com a escrita acadêmica e autoria, bem como o pouco comprometimento ou resistência às recomendações por parte de alguns orientandos. O diálogo democrático e parceria acionam a corresponsabilidade desses dois agentes, buscando conciliar tanto o acolhimento solicitado pelo orientando, como a dedicação exigida ao orientador.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Coordenadora Central de Educação a Distância (CCEAD PUC-RIO).
Professora do Departamento de Educação (PUC-Rio).

Publicado
2018-05-23
Como Citar
SILVA DE MELO, Keite; HELENA BERNARDINO DE CAMPOS, Gilda. DESAFIOS PARA O TRABALHO INTERATIVO NA ORIENTAÇÃO DE TCC NA EAD. CIET:EnPED, São Carlos, maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/434>. Acesso em: 21 abr. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Docência e mediação pedagógica