TECNOLOGIA INTERATIVA E MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA

  • Veronica Zegur Maguela
  • Clarisse De Mendonça e Almeida

Resumo

O presente artigo se propõe a levantar reflexões sobre usos e potencialidades pedagógicas da ferramenta videotutoria – ou webconferência – compreendendo-a como uma tecnologia interativa relevante para os processos de ensino-aprendizagem em Educação a Distância (EAD) no que se refere, especialmente, a sua capacidade de fomentar a interatividade de forma síncrona e de compartilhar materiais de cunho didático em uma proposta de construção coletiva de conhecimento. Para apoiar tal reflexão, traz-se a tona experiências e impressões, sob a perspectiva da mediação pedagógica, coletadas junto aos docentes, por meio do envio de questionário com perguntas abertas, sobre o planejamento e o uso da videotutoria nos cursos de graduação, na modalidade semi presencial, ofertados pelo Consórcio Cederj. Busca-se perceber ainda se os docentes exploram, ao realizar sessões de videotutoria junto aos alunos, a possibilidade de intermediação pedagógica múltipla, sob a percepção de Okada (2009). Ainda sobre a articulação teórica, recorre-se a autores como Moore (2007) ao abordar a questão da distância transacional percebida entre os alunos dos cursos de EAD; Tori (2010) ao tratar das potencialidades das chamadas tecnologias interativas – entre as quais a videotutoria se inclui - e Masetto (2000) ao citar a mediação pedagógica como a atitude, a postura que o professor adota diante do processo de ensino-aprendizagem com tecnologias interativas.

Publicado
2018-05-16
Como Citar
ZEGUR MAGUELA, Veronica; DE MENDONÇA E ALMEIDA, Clarisse. TECNOLOGIA INTERATIVA E MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA. CIET:EnPED, São Carlos, maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/496>. Acesso em: 21 abr. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Docência e mediação pedagógica