REDE SOCIOTÉCNICA E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Sandro Jorge Tavares Ribeiro
  • Marcelo Paraíso Alves
  • Cássio Martins

Resumo

A pesquisa configurou-se a partir de uma perspectiva enredada por dois campos do saber: Ensino e Meio Ambiente. Ensino porque procurou descrever como se deu a tecitura de conhecimento na rede sociotécnica composta por graduandos em Educação Física e o ambiente digital Edmodo dentre outros atores humanos e não humanos. E Meio Ambiente porque teve a formação do Educador Ambiental como conteúdo na tecitura de conhecimentos em um curso de Bacharelado em Educação Física. Como escopo teórico e metodológico o estudo se aproximou da Teoria Ator-Rede, de cunho qualitativo e com abordagem descritiva. A pesquisa teve como centralidade as controvérsias advindas da mobilidade entre os humanos e não-humanos em uma rede de produção de saberes cujo tema emergiu da Educação Ambiental. O estudo desenvolveu-se com um grupo de 65 estudantes de Bacharelado em Educação Física de um Centro Universitário localizado na cidade de Volta Redonda, região Sul do estado do Rio de Janeiro. Ressaltamos que utilizamos, para a produção dos dados, o caderno de campo, uma roda de conversa e as narrativas dos estudantes no ambiente digital de aprendizagem Edmodo. Foram constatados indícios de que, com a participação do Edmodo como um actante não humano, a tecitura de conhecimentos sob o tema Educação Ambiental no contexto da formação do bacharel em Educação Física se deu de maneira não linear, rizomática e por meio de associações advindas dos movimentos na rede sociotécnica.

Publicado
2018-06-04
Como Citar
JORGE TAVARES RIBEIRO, Sandro; PARAÍSO ALVES, Marcelo; MARTINS, Cássio. REDE SOCIOTÉCNICA E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA. CIET:EnPED, São Carlos, jun. 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/498>. Acesso em: 21 abr. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Docência e mediação pedagógica