ENSINO DE FÍSICA E O USO DE SMARTPHONE: : UMA ABORDAGEM SOBRE O CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UMA PERSPECTIVA DA SALA DE AULA INVERTIDA E CTSA

  • Bruna Suellen Karpenko Tomazi
  • Jeremias Ferreira Da Costa
  • Sérgio Camargo

Resumo

Novas propostas pedagógicas que utilizam aprendizagem móvel na sala de aula são necessárias para acompanhar a realidade dos estudantes que fazem desses dispositivos seus parceiros indissociáveis no cotidiano. Nessa perspectiva, uma atividade desenvolvida por meio da metodologia da sala de aula invertida foi proposta para estudantes do terceiro ano do Ensino Médio e Técnico em Informática Integrado de uma escola estadual na disciplina de Física. A atividade, que propõe uma análise do consumo de energia elétrica utilizando um aplicativo para celular em sala de aula, teve como objetivo contextualizar o Ensino de Física promovendo uma interação social dos estudantes numa perspectiva da Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA). Esse estudo demonstrou que houve aprovação por parte dos estudantes e seus pais em utilizar o celular em sala de aula para a finalidade proposta, já que é dado a esse dispositivo móvel uma função social mais relevante diante daquelas normalmente acessadas pelos estudantes. Além disso, houve uma boa associação dos conteúdos da Física e do contexto socioambiental promovido pela atividade.

Publicado
2018-05-29
Como Citar
SUELLEN KARPENKO TOMAZI, Bruna; FERREIRA DA COSTA, Jeremias; CAMARGO, Sérgio. ENSINO DE FÍSICA E O USO DE SMARTPHONE. CIET:EnPED, [S.l.], maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/71>. Acesso em: 22 nov. 2019.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Aprendizagem e construção do conhecimento