O WORLD CAFÉ COMO UMA POSSIBILIDADE INTERDISCIPLINAR DE APRENDIZAGEM ATIVA: :

Resumo

Este estudo parte do pressuposto de que a aprendizagem significativa (AUSUBEL, 1960), ocorre a partir de uma perspectiva de diálogo e mediação entre professores e alunos e destes com seus pares (FREIRE, 1996; VYGOTSKY, 1995). Considera-se o aluno como elemento central do processo educativo, e por isso, sua história de vida (NÓVOA, 1992), suas singularidades, os aspectos culturais e sociais de seu contexto são fundamentais. Parte-se do pressuposto de que o conhecimento é, em sua essência, interdisciplinar e que, por isso, o ensino se configura a partir da complexidade e do conhecimento em rede (FAZENDA, 2013; MORIN, 2008). Nesse sentido, apresenta-se a Metodologia World Café, utilizada em disciplinas da Universidade de Taubaté (Brasil), nos Cursos de Mestrado Interdisciplinar em Desenvolvimento Humano e em Educação. O World Café, por considerar o diálogo em situações de acolhimento como premissa para se resolver problemas coletivamente, auxilia na mediação das aprendizagens em grupos heterogêneos e, por isso, contribui para a discussão sobre a construção de conhecimento a partir da perspectiva da Aprendizagem Ativa, sobretudo àquelas vinculadas ao papel de docente. Há sete princípios que caracterizam um processo de World Café: (1) definição do contexto; (2) criação de um espaço de acolhimento; (3) exploração de perguntas que façam sentido ao propósito do encontro; (4) incentivo para a contribuição de todos os participantes; (5) conexão de perspectivas diversas; (6) ouvir os outros por padrões e por insights; (7) compartilhar descobertas coletivas. Neste caso apresentado, o processo de World Café acontece concomitantemente com o Flipped Classroom. Os alunos precisam ler os textos-base para responder um formulário no Google Forms antes da aula presencial. Os resultados demonstram que se trabalham conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais na medida em que o aluno reflete sobre a problemática apresentada e, em um clima de acolhimento, colaborativamente constrói estratégias e indicadores de ações possíveis.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação: Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Mestre em Educação: Currículo pela mesma Universidade (2011, 2006) e Pedagoga pela Faculdade Maria Augusta Ribeiro Daher (2001). É docente do Mestrado em Desenvolvimento Humano e do Mestrado em Educação da Universidade de Taubaté.  Supervisiona a área pedagógica de Objetos Educacionais do Núcleo de Educação à Distância da Universidade de Taubaté, além de assessorar a Coordenação Pedagógica da EAD-UNITAU. Coordena o curso de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Escolar para a Formação de Profissionais da Educação para Administração, Planejamento, Inspeção, Supervisão e Orientação Educacional para a Educação Básica da Universidade de Taubaté. É pesquisadora do GEPI (Grupo de Estudos e Pesquisas em Interdisciplinaridade) da PUC/SP desde 2006 e do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares em Saberes e Práticas em Educação à Distância da Universidade de Taubaté. Tem experiência como Professora Universitária e de Educação Básica. Foi diretora de escola em Centros Educacionais de Educação Básica e Educação de Jovens e Adultos do SESI-SP. Atua principalmente com os seguintes temas: Interdisciplinaridade, Formação de Professores, Currículo, Gestão Escolar, Educação à Distância, uso de Tecnologias e Metodologias Ativas de Aprendizagem.

 

##submission.authorWithAffiliation##

Possui graduação em Licenciatura em Educação Física pela Universidade de Taubaté (1986), graduação em Licenciatura em Pedagogia, habilitação em Administração Escolar, pela Universidade de Taubaté (1989), graduação em Licenciatura em Pedagogia, habilitação em Magistério, pela Faculdade de Educação de Guaratinguetá (1996), MESTRADO em Educação: Psicologia da Educação, pela Pontificia Universidade Católica de São Paulo (2003) e DOUTORADO em Educação: Psicologia da Educação, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009). É PROFESSORA ASSISTENTE III, efetiva, titular das disciplinas: FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA, DIDÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA, EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR e ESTÁGIO SUPERVISIONADO, da UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ – SP, tendo atuado como Coordenadora Pedagógica do curso de Educação Física, de maio de 2008 a fevereiro de 2010 e Coordenadora Geral de TCC. Atualmente é Diretora do Departamento de Educação Física da UNITAU. Tem experiência na área de Educação Física Escolar e Educação, com ênfase em Avaliação, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física Escolar, Avaliação da Aprendizagem, Filosofia aplicada à Educação Física, Atividades Lúdicas na Educação Básica e formação de professores. Professora Coordenadora do Subprojeto Educação Física PIBID/UNITAU (CAPES) – 2011. Membro do Conselho Curador da FAPETI/UNITAU.

Publicado
2018-05-29
Como Citar
MARCONDES BUSSOLOTTI, Juliana; ARANHA DE SOUZA, Mariana; MARA PRÓSPERO DA CUNHA, Virginia. O WORLD CAFÉ COMO UMA POSSIBILIDADE INTERDISCIPLINAR DE APRENDIZAGEM ATIVA. CIET:EnPED, [S.l.], maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/850>. Acesso em: 14 nov. 2019.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Materiais didáticos e mediação tecnológica