RELAÇÃO ENTRE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E DEFICIÊNCIA NO BANCO DE TESES DA CAPES: :

  • Carlos Eduardo Candido Pereira PPGEE/UNESP/FCLAr
  • José Luis Bizelli UNESP/FCLAr

Resumo

A abordagem desta pesquisa trata do entendimento da inclusão da pessoa com deficiência na sociedade e a compreensão que é possível ser dada a isso por meio da educação a distância. Nos últimos tempos houve uma série de conquistas legais às pessoas com deficiência, seja na Educação Básica e mesmo na Superior. Em paralelo a isso, no Brasil, a política em prol da educação a distância também colheu frutos. Assim, sendo, na convergência destes temas busca-se saber qual tem sido a relação entre a educação a distância e as pessoas com deficiência. Então, buscou-se como metodologia realizar um levantamento bibliográfico com uso de fonte em teses e dissertações no banco de teses da CAPES para averiguar quais têm sido os temas mais estudados. De oitenta e nove produções, a maioria trata a questão da formação geral e são raros os trabalhos que estudam a relação entre EAD e deficiência. Neste sentido, o trabalho mostra um panorama que longe de finalizar o debate busca ampliar as discussões em nível acadêmico.

Publicado
2018-05-21
Como Citar
CANDIDO PEREIRA, Carlos Eduardo; LUIS BIZELLI, José. RELAÇÃO ENTRE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E DEFICIÊNCIA NO BANCO DE TESES DA CAPES. CIET:EnPED, [S.l.], maio 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/866>. Acesso em: 28 mar. 2020.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Pesquisa e produção de conhecimento