METODOLOGIA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NO ENSINO SUPERIOR:: : O ENSINO HÍBRIDO - SALA DE AULA INVERTIDA

  • Cindia Rosa Toniazzo Quaresma
  • Patricia Mariotto Mozzaquatro Chicon
  • Solange Beatriz Billig Garces

Resumo

Este estudo tem por objetivo apresentar o Projeto Piloto Ensino Híbrido: Sala de Aula invertida desenvolvido para o ensino e aprendizagem no Ensino Superior, que teve como finalidade a aplicação de práticas metodológicas baseadas no de Ensino Híbrido modelo Sala de Aula Invertida. O projeto envolveu cinco Cursos de Graduação contemplando dez disciplinas que utilizaram as Unidades de Aprendizagem SAGAH integradas ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Institucional (AVA Moodle). O estudo caracterizou-se como descritivo de abordagem qualitativa, sendo os dados coletados por meio de questionário elaborado pelos pesquisadores e pela participação dos alunos e professores na Avaliação Institucional. Os resultados apontam as Unidades de Aprendizagem como um diferencial para a aprendizagem dos alunos e o Ensino Híbrido como uma proposta promissora para o processo de ensino e aprendizagem no Ensino Superior, pela oferta de momentos presenciais e a distância mediados pelas tecnologias que otimizam o aproveitamento do tempo em sala de aula. Assim, mobiliza o aluno como sujeito ativo e autônomo na sua aprendizagem e o professor como mediador e problematizador. Entende-se que as modalidades, hoje prevalentes e distintas de ensino presencial e a distância tendem a convergir e tornar-se uma mescla, ou seja, híbridas, uma concepção cada vez mais presente no contexto educacional.


 

Biografia do Autor

Patricia Mariotto Mozzaquatro Chicon

Resumo:

Este estudo tem por objetivo apresentar o Projeto Piloto Ensino Híbrido: Sala de Aula invertida desenvolvido para o ensino e aprendizagem no Ensino Superior, que teve como finalidade a aplicação de práticas metodológicas baseadas no de Ensino Híbrido modelo Sala de Aula Invertida. O projeto envolveu cinco Cursos de Graduação contemplando dez disciplinas que utilizaram as Unidades de Aprendizagem SAGAH integradas ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Institucional (AVA Moodle). O estudo caracterizou-se como descritivo de abordagem qualitativa, sendo os dados coletados por meio de questionário elaborado pelos pesquisadores e pela participação dos alunos e professores na Avaliação Institucional. Os resultados apontam as Unidades de Aprendizagem como um diferencial para a aprendizagem dos alunos e o Ensino Híbrido como uma proposta promissora para o processo de ensino e aprendizagem no Ensino Superior, pela oferta de momentos presenciais e a distância mediados pelas tecnologias que otimizam o aproveitamento do tempo em sala de aula. Assim, mobiliza o aluno como sujeito ativo e autônomo na sua aprendizagem e o professor como mediador e problematizador. Entende-se que as modalidades, hoje prevalentes e distintas de ensino presencial e a distância tendem a convergir e tornar-se uma mescla, ou seja, híbridas, uma concepção cada vez mais presente no contexto educacional.

Solange Beatriz Billig Garces

Resumo:

Este estudo tem por objetivo apresentar o Projeto Piloto Ensino Híbrido: Sala de Aula invertida desenvolvido para o ensino e aprendizagem no Ensino Superior, que teve como finalidade a aplicação de práticas metodológicas baseadas no de Ensino Híbrido modelo Sala de Aula Invertida. O projeto envolveu cinco Cursos de Graduação contemplando dez disciplinas que utilizaram as Unidades de Aprendizagem SAGAH integradas ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Institucional (AVA Moodle). O estudo caracterizou-se como descritivo de abordagem qualitativa, sendo os dados coletados por meio de questionário elaborado pelos pesquisadores e pela participação dos alunos e professores na Avaliação Institucional. Os resultados apontam as Unidades de Aprendizagem como um diferencial para a aprendizagem dos alunos e o Ensino Híbrido como uma proposta promissora para o processo de ensino e aprendizagem no Ensino Superior, pela oferta de momentos presenciais e a distância mediados pelas tecnologias que otimizam o aproveitamento do tempo em sala de aula. Assim, mobiliza o aluno como sujeito ativo e autônomo na sua aprendizagem e o professor como mediador e problematizador. Entende-se que as modalidades, hoje prevalentes e distintas de ensino presencial e a distância tendem a convergir e tornar-se uma mescla, ou seja, híbridas, uma concepção cada vez mais presente no contexto educacional.

Publicado
2018-06-12
Como Citar
TONIAZZO QUARESMA, Cindia Rosa; MOZZAQUATRO CHICON, Patricia Mariotto; BILLIG GARCES, Solange Beatriz. METODOLOGIA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NO ENSINO SUPERIOR:. CIET:EnPED, [S.l.], jun. 2018. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/891>. Acesso em: 22 nov. 2019.
Seção
CIET:EnPED:2018 – Educação e Tecnologias: Aprendizagem e construção do conhecimento