GRADUAÇÃO NA MODALIDADE À DISTÂNCIA: PERCEPÇÕES DE DISCENTES DA UNIVASF (UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO)

  • Ubiratan Silva Alves
  • Sergio Luiz de Souza Vieira

Resumo

Muito se tem escrito sobre Educação a Distância, em especial sobre Ambientes Virtuais de Aprendizagem, suas tecnologias, avanços e ferramentas, mas pouco se tem escrito sobre as culturas de trabalhos nas plataformas virtuais e sobre as alteridades, em especial sobre as percepções dos estudantes. Em geral tais obras abordam aspectos históricos, didáticos, pedagógicos, metodológicos, tecnológicos ou ainda nuances de gestão ou a qualificação de docentes (conteudistas) ou de tutores. Este artigo tem como foco provocar uma reflexão sobre os fatores antropológicos pertinentes às culturas de trabalho que se estabelecem nas relações entre atores sociais que adentram aos ambientes virtuais em suas diversas interações de aprendizagem, específicas de acadêmicos dos cursos de Bacharelado em Administração Pública, Licenciaturas em Ciências Biológicas, Ciência da Computação, Pedagogia e Educação Física, no intuito de identificar quais são as suas percepções acerca da formação à distância. Os resultados apontam muitos alunos que carecem de encontros presenciais. A pesquisa aconteceu no 1o semestre de 2020, com estudantes da UNIVASF.


 

Publicado
2020-08-28
Como Citar
ALVES, Ubiratan Silva; VIEIRA, Sergio Luiz de Souza. GRADUAÇÃO NA MODALIDADE À DISTÂNCIA: PERCEPÇÕES DE DISCENTES DA UNIVASF (UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO). Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1005>. Acesso em: 21 abr. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Epistemologia e Produção de conhecimento no contexto da Educação e Tecnologias