“VÁRIOS DELES CHORARAM”: AFETOS E MEMÓRIAS DA EXPERIÊNCIA FÍSICA DO ENSINO

  • JOACI PEREIRA FURTADO

Resumo

O ensino mediado pelas novas tecnologias da comunicação, agora potencializado pela pandemia de covid-19, não pode prescindir da memória da prática milenar que a antecedeu: a experiência física da relação de ensino e aprendizagem na sala de aula. Uma amostra dessa vivência na docência universitária está reunida no livro Arte da aula, publicado em outubro de 2019, que transcreve o depoimento de dez docentes das três universidades estaduais paulistas rememorando sua prática de ensinar sem mediações. Neste breve ensaio, avalia-se a decadência do modelo da exposição professoral ativa para a plateia discente passiva no contexto das transformações socioeconômicas e culturais do século XXI e as consequências da supressão apressada e impensada dessa vivência corporal, por mais problemática e problematizável que ela seja. Por meio de três exemplos extraídos da publicação, coloca-se em debate a qualidade dos afetos que a educação mediatizada pode provocar. E se é possível educar sem afetar. 

Publicado
2020-08-28
Como Citar
FURTADO, JOACI PEREIRA. “VÁRIOS DELES CHORARAM”: AFETOS E MEMÓRIAS DA EXPERIÊNCIA FÍSICA DO ENSINO. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1018>. Acesso em: 26 maio 2022.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Ensino e aprendizagem por meio de/para o uso de TDIC