A ANDRAGOGIA E AS ATIVIDADES REMOTAS EM MEIO AO COVID-19

  • Vanessa de Cassia PIstóia Mariani

Resumo

Este artigo apresenta uma pesquisa realizada com alunos da graduação durante a Pandemia do COVID-19, no Instituto Federal Farroupilha, Campus São Borja, nos componentes curriculares de Filosofia e História da Educação e tem o objetivo de analisar a visão dos alunos perante a participação, acesso e pertinência das atividades remotas ministradas através da Plataforma SIGAA, durante o período. Este trabalho organiza-se através de uma pesquisa qualitativa e de campo, apresentando um enfoque holístico sobre a realidade estudada. A abordagem é de um estudo de caso, com estudo de diversas etapas onde os dados são analisados a luz da análise de conteúdo. Os aportes teóricos referem-se as Tecnologias Digitais Informação e Comunicação, a Andrologia e as Atividades Remotas. Como resultados constata-se que: 59,82% dos respondentes não encontraram dificuldades de acesso ao sistema, os que encontraram atribuíram as dificuldades a duas categorias: infraestrutura e navegação no SIGAA; 53,57% compreenderam o conteúdo trabalhado na maioria das vezes, sendo que as dificuldades concentraram-se em relação ao conteúdo, a rotina e a infraestrutura de acesso; em relação as percepções de facilitadores de aprendizagem, os respondentes apontaram preferência de 42,27% por mídias de vídeo e 52,27% por atividade de atividades individuais on-line.

Publicado
2020-08-28
Como Citar
MARIANI, Vanessa de Cassia PIstóia. A ANDRAGOGIA E AS ATIVIDADES REMOTAS EM MEIO AO COVID-19. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1061>. Acesso em: 22 fev. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Ensino e aprendizagem por meio de/para o uso de TDIC