CURSO DE PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL: O PROCESSO E O PRODUTO NA FORMAÇÃO CONTINUADA

  • Patrícia do Socorro Chaves de Araújo
  • Giuliano Gomes de Assis Pimentel

Resumo

Este relato descreve e discute as estratégias de formação continuada sobre as práticas corporais de aventura adotadas por professores de educação física partir da modalidade semipresencial oferecido pelo Grupo de Estudos em Lazer (GEL) da Universidade Estadual de Maringá/ Paraná. A contextualização do projeto serviu como ponto de partida para elaborarmos uma discussão mais aprofundada sobre o que e como perpassa um processo de formação continuada, seus desafios, concepções e relações que se estabelecem no trato com as práticas corporais de aventura no campo da Educação Física escolar e o uso de tecnologias. A transformação não só tecnológica como conceitual e corporal para a utilização da modalidade semipresencial possibilitou tanto ao discente quanto ao docente uma preparação aprofundada, obrigando-o a buscar a reconstrução do seu ofício na sociedade de informação e comunicação, bem como de toda instituição educacional. A transformação tecnológica é uma realidade contemporânea, mas é um processo tão delicado quanto a tecnológica e que atinge toda a instituição e o processo de aprendizagem. Palavras-chave: Tecnologia da Informação e Comunicação. Curso de Práticas Corporais de Aventura. Modalidade Semipresencial.

Publicado
2020-08-28
Como Citar
ARAÚJO, Patrícia do Socorro Chaves de; PIMENTEL, Giuliano Gomes de Assis. CURSO DE PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL: O PROCESSO E O PRODUTO NA FORMAÇÃO CONTINUADA. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1099>. Acesso em: 12 jun. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Ensino e aprendizagem por meio de/para o uso de TDIC