ENUNCIADOS E AÇÕES DE MEDIAÇÃO DOCENTE: “LEITURA” DO GÊNERO PROPAGANDA NA ESCOLA PÚBLICA

  • Maria do Carmo Moreira JACON

Resumo

A pesquisa teve como objetivo analisar os enunciados e ações de mediação de uma professora na “leitura” de gênero propaganda em uma escola da rede pública de ensino. Tem como metodologia, a abordagem microgenética, com gravação de recortes interativos de aula, observação participante, registro de campo e entrevista gravada. Os resultados apontaram a utilização, pela professora, de estratégias discursivas na formulação de questões que promoveram interações verbais, o que reitera a teoria Bakhtiniana de que a palavra serve de ponte a outra. Demonstraram, de acordo com ideias de Foucault, que o espaço vazio no discurso não foi ocupado pela professora nos momentos em que as diferentes vozes presentes na intertextualidade e nas situações de interação a convidaram se pronunciar. O trabalho de “leitura” não apresentou o exame crítico na análise e interpretação das propagandas, sem a vinculação ao sistema econômico que empreende e alimenta a indústria midiática. Para a professora e alunos, a comunicação midiática cumpre o seu papel de disseminação de ideias e desejos e conscientização de causas ligadas a questões ambientais e humanitárias. É uma leitura, do ponto de vista conceitual, efetuada em códigos linguísticos, o mundo editado pelas mídias não foi reeditado.

Publicado
2020-08-28
Como Citar
JACON, Maria do Carmo Moreira. ENUNCIADOS E AÇÕES DE MEDIAÇÃO DOCENTE: “LEITURA” DO GÊNERO PROPAGANDA NA ESCOLA PÚBLICA. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1206>. Acesso em: 19 maio 2022.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Ensino e aprendizagem por meio de/para o uso de TDIC