GESTÃO EDUCACIONAL DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

  • Georgiana Luna Batinga
  • Ana Maria Blanco Teles Moulin

Resumo




Esse estudo foi realizado no âmbito das políticas públicas educacionais brasileiras intermediadas pela modalidade Educação a Distância no contexto do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB). Seu objetivo foi analisar a gestão do programa mediada pelo uso de TDICs, na percepção de coordenadores de polos presenciais vinculados a uma Instituição Pública de Ensino Superior. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, que conduziu entrevistas em profundidade. Os dados foram analisados à luz da Análise de Conteúdo, que observou os desafios e oportunidades inerentes ao cotidiano da gestão do programa. Os resultados revelaram que o principal desafio está relacionado à mediação para garantir a permanência e satisfação dos alunos. Os dados apontaram ainda a importância do programa para a consolidação de políticas públicas de educação superior no contexto da democratização da educação, principalmente no atendimento as demandas de contextos socioculturais isolados e distante dos grandes centros urbanos.




Publicado
2020-08-28
Como Citar
BATINGA, Georgiana Luna; MOULIN, Ana Maria Blanco Teles. GESTÃO EDUCACIONAL DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL: DESAFIOS E OPORTUNIDADES. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1259>. Acesso em: 26 set. 2023.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Políticas e gestão por meio de/para o uso de TDIC