O COMBATE AO USO DO CRACK NAS ESCOLAS POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

  • Márcia Mello Costa De Liberal
  • Maykon Anderson Pires de Novais
  • Paola Zucchi

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre o combate ao uso de drogas ilícitas, mais especificamente do crack, visto primeiramente como um problema da área da saúde, permitindo uma reflexão sobre as possibilidades de melhora no processo de capacitação para profissionais da área da educação, com ênfase na rede pública. Segundo informações obtidas junto à uma amostragem de professores, a disponibilização de bases de dados e periódicos científicos é uma alternativa à disseminação do conhecimento científico e sistematizado. As populações estudadas fazem parte de uma região concentrada ao redor de centros de excelência em pesquisa e disseminação de informação por meio das Tecnologias da Informação e da Comunicação, ferramentas inovadoras a serviço das instituições de ensino nessa iniciativa de caráter transdisciplinar. O estudo confirma com dados estatísticos a existência de uma realidade preocupante, considerando a importância dos profissionais estudados na atenção e no cuidado com o usuário de drogas na figura do educando.

Publicado
2020-08-28
Como Citar
LIBERAL, Márcia Mello Costa De; NOVAIS, Maykon Anderson Pires de; ZUCCHI, Paola. O COMBATE AO USO DO CRACK NAS ESCOLAS POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1794>. Acesso em: 19 maio 2022.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Ensino e aprendizagem por meio de/para o uso de TDIC