VIVA FELIZ: BULLYING NÃO - UMA PERSPECTIVA DE OPOSIÇÃO AO BULLYING

  • CARLA SILBENE OLIVEIRA DE PAULA SCHNEIDE
  • Veralúcia G Souza
  • Leyze Grecco
  • Ana Carolini C Gonçalves
  • Aline M Aguiar
  • Anna Beatriz R Amorin
  • Raquel M Fernandes
  • André R Azevedo

Resumo

No ano de 2016, o Grupo de Pesquisa GPHSC (Grupo de Pesquisa e Humanidades e Sociedade Contemporânea) do IFMT Campus CUIABÁ Bela Vista iniciou a pesquisa Violação dos Direitos Humanos e bullying no Contexto Escolar: Diagnóstico e Proposta de Intervenção com Base no Empoderamento dos Alunos - (Comitê de Ética - Número do Parecer: 1.773.781), onde foram pesquisadas sete instituições de ensino, entrevistando o total de 616 estudantes. Deste total, 121 afirmaram ter sofrido violação de seus direitos no ambiente escolar (21,3%). No ano de 2019, foram pesquisadas um total de 11 instituições de ensino, do total de 569 alunos que responderam aos questionários (17,2%) afirmaram ter sofrido violação de seus direitos no ambiente escolar; e o número é muito maior na pergunta: Você já sofreu bullying na escola? (60,7%) responderam sim. De um modo geral, nas sugestões para acabar com o bullying, os adolescentes se colocam como protagonistas sociais, visando uma geração mais humana. Diante destes resultados, e considerando que nestes questionários os alunos sugeriram a criação de um aplicativo de combate ao bullying, apresentamos neste artigo sobre esta criação, 2 com interação direta sobre/com os sujeitos pesquisados, com a finalidade de ajudar e apoiar crianças e adolescentes que sofrem com bullying, além de conscientizar os que praticam ou que não conhecem os efeitos dessa prática. Foram realizadas pesquisas de opinião online e presencial e mais de 90% dos participantes da pesquisa não conhece nenhum aplicativo semelhante a este e mais de 65% do total de participantes já sofreram bullying ao menos uma vez. Dentre as sugestões do conteúdo do aplicativo estão, jogos, vídeos, chat, conceitos/textos dos tipos de bullying e como ajudar alguém, entre outros. A pesquisa aplicada busca incluir a comunidade na discussão e fomentar a capacitação dos profissionais e a construção de ferramentas digitais para uma educação pautada nos direitos humanos e no respeito ao próximo.

Publicado
2020-08-28
Como Citar
SILBENE OLIVEIRA DE PAULA SCHNEIDE, CARLA et al. VIVA FELIZ: BULLYING NÃO - UMA PERSPECTIVA DE OPOSIÇÃO AO BULLYING. Anais do CIET:EnPED:2020 - (Congresso Internacional de Educação e Tecnologias | Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância), São Carlos, ago. 2020. ISSN 2316-8722. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1882>. Acesso em: 19 jun. 2024.
Seção
CIET:EnPED:2020 - Políticas e gestão por meio de/para o uso de TDIC